Por: admin

A morte de Kawann Santos Carlos, de 17 anos, que aconteceu no último domingo (8) em Barreiras (BA), está sendo investigada como “acerto de contas” entre gangsteres.

Nesta terça-feira (10), o delegado Arnaldo Monte, que deu inicio às investigações falou para nossa equipe em entrevista no programa Patrulha RB que a gangue vulgarmente chamada de “Os Oropas” está sendo investigada pelo crime.

O delegado acrescentou que familiares viviam aconselhando Kawann em relação ao ciclo de amizades que ele tinha. Para a família ele andava com más companhias. De acordo com um levantamento ainda não concluído da Polícia Militar de Barreiras, existem 40 gangues cometendo crimes na zona urbana e até na rural.

No mapeamento feito pela PM, mostra ainda envolvimento e lideranças femininas. O número de menores nas gangues também assusta. No estudo do 10º Batalhão, existem bairros e até mesmo ruas com mais de uma gangue demarcando territórios.

Integrantes armados travam uma verdadeira guerra urbana e agem com crueldade contra rivais e, a depender da dívida, a cobrança é com morte. Oportunistas, as gangues agem em festas e em portas de escolas.

Kawann foi morto ao sair de uma festa com amigos

Leia Mais:
Adolescente é executado em Barreiras

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

*





Rua Guadalajara, 403 - Centro | Barreiras-Bahia
© Copyright 2013 RB - Rádio Barreiras | Todos os direitos reservados