Musical RB 20h às 23h


Por: Athenais

Deputados Josias Gomes e Fernando Torres afirmam ser a favor das eleições diretas. Votação contra Temer será na quarta-feira (2).

Um dia antes da sessão que votará a denúncia de corrupção contra o presidente Michel Temer na Câmara Federal, dois secretários do governo da Bahia tiveram exonerações publicadas no Diário Oficial do Estado (1º). O secretário de Relações Institucionais, Josias Gomes, e Fernando Torres, da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur), foram exonerados “a pedido” pelo governo.

Josias Gomes disse, em entrevista ao G1, que resolveu pedir a saída do cargo temporariamente, para voltar à Câmara Federal, a fim de atuar em favor das eleições diretas, além da saída do presidente Michel Temer.

“Eu pedi exoneração para, na minha bancada do PT, ajudar no debate. O caminho é eleições diretas. Eu quero que essa seja a posição da bancada. Vou fazer o esforço na bancada para votar a proposta das Diretas e depois tirar Temer”, defendeu.

Josias disse que, a depender da votação, voltaria ao comando da Secretaria de Relações Institucionais na quinta-feira (3). Com a volta de Josias à Câmara, sai o suplente Davidson Magalhães (PCdoB).

Em nota, o deputado federal Fernando Torres (PSD) afirmou que é a favor de eleições diretas, e que essa será a posição defendida por ele, durante a votação na Câmara Federal. Ainda em nota Torres diz que “considera ilegítima a ascensão de Michel Temer à Presidência da República, mas também rechaça qualquer possibilidade de o deputado federal Rodrigo Maia (DEM) assumir o comando do Brasil”.

“O Brasil quer a saída de Temer, mas também não deseja a ascensão de Rodrigo Maia à Presidência da República. O meu desejo, o desejo do povo brasileiro, é por eleições diretas e já”, disse o deputado.

Fonte: G1 Bahia

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

*





Rua Guadalajara, 403 - Centro | Barreiras-Bahia
© Copyright 2013 RB - Rádio Barreiras | Todos os direitos reservados