Por: Athenais

Um suposto tiroteio na quadra esportiva das escolas estadual e municipal Dr. João Pedro dos Santos, na Avenida Mário Leal Ferreira (Bonocô), deixou um estudante de 12 anos ferido, na noite desta terça-feira (11), em Salvador.

De acordo com a Secretaria Municipal de Educação (Smed), o adolescente é aluno da escola municipal Dr. João Pedro dos Santos, que fica ao lado do colégio estadual, de mesmo nome. Ele foi ferido nas nádegas e socorrido para o Hospital Geral do Estado (HGE). Ainda segundo a pasta, o incidente ocorreu na quadra, que é uma área comum entre as duas unidades de ensino.

“A Secretaria Municipal da Educação (Smed) informa que a ocorrência que resultou no ferimento de um aluno da Escola Municipal João Pedro dos Santos ocorreu na quadra de esportes localizada na área comum da unidade e do Colégio Estadual de mesmo nome. Demais informações sobre o caso devem ser obtidas junto à Secretaria de Segurança Pública (SSP). Reforçamos que a segurança pública é dever constitucional do governo do Estado”, afirmou o posicionamento oficial da secretaria.

Em nota de repúdio publicada no Facebook, o grêmio estudantil do colégio estadual relatou que o tiro foi disparado por policiais militares que realizavam uma abordagem dentro das escolas, por volta das 19h50.

“Nós do grêmio estudantil do Colégio Estadual Dr° João Pedro dos Santos (JPS) denunciamos a atitude tomada pela polícia militar hoje dia 11/09 por volta das 19:50h DENTRO da escola. Militares em uma suposta abordagem dispararam incontáveis tiros para atingir moradores que estavam passando pela instituição”, disse a nota.

Os alunos ainda falaram sobre momentos de pânico vividos na noite de terça. De acordo com o grêmio, os estudantes precisaram se jogar no chão, juntamente com os professores. Eles realizavam as avaliações da segunda unidade quando tudo aconteceu.

“Gostaríamos de vir aqui dizer que esse foi um fato ímpar, que nunca aconteceu algo parecido, mas nós somos moradores de periferia, mais especificamente em maioria, do bairro de Cosme de Farias, e para nós essas “abordagens” são comuns. A Polícia Militar da Bahia tem um alvo muito bem definido, e esse alvo é o jovem, o preto, e/ou o periférico, nossa polícia é a que mais mata no Brasil e isso é comemorado como se fosse um feito maravilhoso, mas são nossos estudantes que os senhores estão matando”, afirmou a nota.

A Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), no entanto, contradisse a versão dada pelos alunos do grêmio estudantil. Em nota, a pasta informou que a Polícia Militar foi acionada por volta das 20h, para verificar uma denúncia de disparo de arma de fogo. Portanto, negou o relato de que o tiro que atingiu o estudante foi proveniente de uma abordagem policial. No local, o adolescente foi socorrido por uma guarnição da 58ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Cosme de Farias) para o HGE.

O caso está sendo apurado pela 6ª Delegacia Territorial (Brotas), e a hipótese inicial é de que a ocorrência tenha vinculação com o tráfico de drogas. Ainda segundo a SSP, funcionários das escolas não souberam informar se o caso foi dentro ou fora da unidade de ensino. Informações sobre a ocorrência podem ser enviadas, de forma sigilosa, através dos telefones 190 e 3235-0000 (Disque Denúncia).

Fonte: Bahia noticias

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

*





Rua Guadalajara, 403 - Centro | Barreiras-Bahia
© Copyright 2013 RB - Rádio Barreiras | Todos os direitos reservados