Musical RB 20h às 23h


Por: Athenais

ffffffffffffffPor mais de uma semana a coloração da água do Rio Grande e Rio de Ondas na cidade de Barreiras mudou de cristalina para cinza turva e isso está deixando a população preocupada, já que estes dois rios são de grande importância para a região.

Para tentar entender o que está acontecendo nos rios a equipe de jornalismo da Rádio Barreiras conversou com o professor de geografia da Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB) Marciel Viana.

De acordo com o professor a coloração repentina das águas destes dois rios é preocupante, e esclarece que depois das chuvas a agua tende a ficar com um tom marrom por causa da terra que com as enxurradas adentram no rio sujando o mesmo, mas que logo volta ao normal, bem diferente da cor cinza que se manteve nos rios.

Marciel falou sobre uma pesquisa realizada pela UFOB e a fundação Mundo Lindo no qual as                                                    equipes subiram o rio de Ondas e rio de Pedras até o município de Luiz Eduardo Magalhães e identificaram que a sujeira que desce os rios é proveniente de Luiz Eduardo Magalhães.

Após essa comprovação uma entrevista foi feita com moradores do povoado da Umburana localizado aproximadamente 5 KM descendo o rio após Luiz Eduardo contaram que esta coloração permanece durante o ano todo, com chuva ou sem chuva, há a uns cinco anos e de lá pra cá as pessoas que tomam banho nessas aguas sentem o corpo coçar, o que evidencia que existem elementos nocivos caindo dentro do rio e que a qualidade da água precisa ser apurada.

Para o professor o desenvolvimento das sociedades e a intensificação do processo de industrialização, além da introdução de novas técnicas de plantio no campo, cooperam cada vez mais para a poluição das reservas hídricas, o que gera uma maior escassez de lugares que podem ser aproveitados para a utilização da água para consumo e outras funções.

“Uma audiência pública foi realizada no ano passado pela associação dos pequenos produtores rurais dos povoados de Jatobá e Val da Boa Esperança produtores do rio de Ondas, e nessa audiência foram apresentados todos os matérias com fotografias e filmagens dos relatos dos moradores, na presença do IBAMA e o INEMA. O IBAMA acabou fazendo uma vistoria na região mas não tivemos acesso aos resultados e o INEMA também não nos informou o que está sendo feito em relação a isso”. Disse Maciel.

Para o professor Maciel Viana, além da fiscalização dos órgãos responsáveis existem possíveis estratégias para evitar e diminuir a poluição dos rios como a implantação de sistemas de coleta e tratamento de esgotos, a recuperação e revitalização dos cursos d’água e controle dos usos e ocupação do solo e correto manejo de resíduos sólidos. Além disso, conscientizar a população a respeito dos problemas causados pela poluição dos rios é fundamental.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

*





Rua Guadalajara, 403 - Centro | Barreiras-Bahia
© Copyright 2013 RB - Rádio Barreiras | Todos os direitos reservados