Esporte Notícia 11h às 13h


Por: admin

Independência do Brasil

Nem sempre a verdade é como se pinta. Literalmente, em alguns casos. Pelo menos foi o que se descobriu acerca do quadro “O Grito do Ipiranga” de Pedro Américo. A obra de arte foi considerada, por muitos anos, o retrato fiel da bravura de D. Pedro, ao proclamar a emancipação do Brasil com um “brado retumbante” de “Independência ou morte”! No entanto, ao longo dos anos, e por conta das pesquisas profundas dos historiadores, muitas daquelas aparências foram desmistificadas. Na verdade, a cena era bem menos pomposa do que a que foi retratada.

De acordo com os historiadores, a famosa pintura “O Grito do Ipiranga”, de Pedro Américo, retrata a Independência de um jeito muito mais bonito do que foi na realidade.

Os lindos cavalos da obra, na verdade eram jumentos. É que Dom Pedro I e os seus companheiros faziam uma viagem bem longa. Eles subiram a Serra do Mar, vindo de Santos. E os cavalos não são tão resistentes quanto os burros. Eles é que, na verdade, carregaram a tropa.

Outra diferença é em relação aos uniformes. No quadro, todos aparecem bonitos, com roupas de soldado. D. Pedro, todo elegante, naquele casaco cheio de enfeites… Mas a realidade é que o calor naquela região e naquela época era muito forte. É muito improvável que eles estivessem vestidinhos assim.

Dizem os especialistas, também, que Dom Pedro não parou às margens do rio Ipiranga porque aquele era um lugar especial e bonito o suficiente para ser o marco da Independência. Na verdade, ele estava com uma forte diarreia e parou para se aliviar um pouquinho. Já que tinha parado, gritou a frase histórica ali mesmo.

Hino na Independência

O Hino da Independência foi composto por Evaristo da Veiga e a música é de Dom Pedro I. Segundo diz pesquisadores, a música foi composta pelo Imperador às 4h da tarde do mesmo dia do Grito do Ipiranga, 7 de setembro de 1822, quando já estava de volta a São Paulo vindo de Santos.

Este hino de início foi adotado como Hino Nacional, mas quando D. Pedro começou a perder popularidade, processo que culminou em sua abdicação, o hino, fortemente associado à sua figura, igualmente passou a ser também desprestigiado,  sendo substituído em 1831 pela melodia do atual Hino Nacional, que já existia desde o mesmo ano de 1822.

Outras curiosidades:
Veja como outros artistas retrataram a história da Independência do Brasil
Você sabia que o estado do Pará celebra Independência em 15 de agosto?

Cante o Hino da Independência do Brasil

*Direitos autorais: Creative Commons – CC BY 3.0

2 Comentários

  1. giovanna disse:

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk na parte que fala que ele tava com diarreia é o cumolo muito bizaro

Deixe o seu comentário!

*





Rua Guadalajara, 403 - Centro | Barreiras-Bahia
© Copyright 2013 RB - Rádio Barreiras | Todos os direitos reservados